Ano Novo, Vida nova, Dieta nova…

Ano Novo, Vida nova, Dieta nova…

Priscila Spiandorello

São tantas promessas, mas acabamos muitas vezes começando o ano da mesma maneira que terminamos o outro. É necessária a busca pela real motivação, escolher com responsabilidade e atitude. Se você deseja mudanças verdadeiras é importante você mudar os seus hábitos, porque se você mantém seus hábitos antigos não haverá novos resultados.

Para começar o ano com o pé direito não é preciso fazer alterações radicais na dieta, mas, sim, iniciar um plano de alimentação equilibrada, fazer por exemplos algumas trocas, experimentar novos alimentos, aumentar o consumo de frutas, legumes, verduras, cereais integrais e fibras ao seu dia a dia. Estar aberto ao novo, buscar informação e conhecimento sobre si mesmo e entender que o tempo dedicado para a sua alimentação é o tempo que você investe na sua saúde.

Saúde é um estado de completo bem-estar físico, emocional e social, e não apenas a ausência de doença. Ao longo dos anos, descobrimos que alguns alimentos que consumimos contribuem para a nossa saúde, enquanto outros podem acelerar o processo de doença.

É preciso entender que alimentar-se é diferente de se nutrir, mas a alimentação tem de ser prazerosa. Ela faz parte dos nossos hábitos culturais e familiares. Porém, devemos ficar atentos ao que ingerimos, pois o verdadeiro alimento contém a matéria-prima importante para o funcionamento, à formação e para a renovação celular adequada do nosso corpo.

Quando realizamos uma alimentação monótona, com pouca variedade, com alto consumo de alimentos industrializados e, consequentemente, baixa qualidade nutricional, o nosso corpo fica em desequilíbrio. Com isso, há acúmulo de gordura, ocasionando enxaquecas, cansaços inexplicáveis, insônia, depressão e até mesmo o aparecimento de doenças autoimunes e degenerativas. Sabe-se também que a nutrição correta pode influenciar em nossas características genéticas, pois a influência do ambiente corresponde a 70% no aparecimento de doenças.

A gordura corporal é o maior estoque de energia do organismo, portanto sua maior defesa; Sem um bom estado nutricional o organismo tende a reter gordura e a usar outros nutrientes para dar energia para as nossas tarefas diárias. Além de manter um volume maior nos lugares mais indesejados, há um empobrecimento do organismo e uma maior dificuldade de fortalecimento muscular. Não existe o “vilão” e o “mocinho” na alimentação, mas existe o “excesso” e a “carência” de nutrientes, que normalmente estão juntas porque o excesso de alguns sempre vem acompanhado da falta de outros.

Como o nosso organismo funciona por processo, e não por mágica, é importante fazer as coisas mais saudáveis como hábito e evitar as menos saudáveis também como hábito, gerando um saldo positivo para o organismo. Busque variar na qualidade dos alimentos e limitar a quantidade.

Reeducar alguns hábitos alimentares não significa adotar restrições ou inclusões radicais de alimentos, mas compreender, conhecer e aplicar os conceitos de: quando comer, quanto comer o que comer e com o que comer.

Também é importante que os cuidados com a alimentação inicie na infância e chegue até a “melhor idade”.

A boa noticia, é que o nosso corpo se renova diariamente, então sempre estamos em tempo de melhorar a qualidade da nossa alimentação. Quando mudamos o nosso estilo de vida, melhoramos a nossa vitalidade positiva, nosso humor, nossa maneira de enxergar o mundo e as pessoas a nossa volta.

Aproveito para deixar esse pensamento para esse começo de ano.

“O pessimista reclama do vento, o otimista espera que ele mude, o sábio ajusta as velas.” John C. Maxwell.

Sempre existirá um tempo que deveremos ajustar as nossas velas e deixar de esperar que o vento as mude, sempre devemos estar abertos à chegada deste momento, estarmos flexíveis às mudanças que estão a nossa frente, deixar os temores de lado, a preguiça, a desconfiança e seguir adiante. No fim, é muito provável que aprenderemos mais, conheceremos novas pessoas, novas ideias, novas ações, novos procedimentos.  Ajuste suas velas e siga adiante! Feliz 2015

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: